1 de set de 2011

O Grande Show

A grande polêmica é que eu toco guitarra, tenho banda e sempre gostei muito de rock/heavy metal mas nunca fui a shows. Outro ponto importante é que com o passar do tempo fui aderindo outros 'sabores' musicais ao meu leque de opções e hoje ouço muito Dire Straits, Phil Collins, Stereophonics, Rush etc e coisas que fazem as pessoas pensarem que eu sou um astro do rock (brincadeira)!

Embora este exemplo sirva para tantas pessoas com diferentes estilos de vida e preferências musicais, sempre fui perseguido pela massa perseguidora de pessoas perseguidas pela NÃO VONTADE de ir a um show. Fica sempre a pergunta: Por que você não vai em show?
Bem, é muito complicado explicar...simplesmente, até o momento, não achei viável o fato de ficar a km's de distância do palco ouvindo um som extremamente alto e que em apenas alguns pontos é possível identificar os detalhes da música. Eu sei que parece papo de músico chato, mas nem é isso...talvez a explicação exata nem seja esta! São muitos os pontos!

Outro exemplo: Eu sou um fã incondicional de lutas e não fui ao UFC RIO. Bem, já assisti MMA ao vivo na minha cidade e não pude ter replay dos grandes golpes, não pude ter informações completas dos lutadores e vi tudo muito pequeno.

Outro exemplo: Já fui em show! Pequeno, claro. Era o Roupa Nova e o som estava horrível. Já vi o Yamandú Costa, mas este sim estava impecável!

Fato é que as pessoas mudam, as opiniões são alteradas e tudo pode ter uma salvação. Ou, nem que seja uma salvação, você passa a ser flexível em adquirir novas experiências. Dia 24 estarei no Rock in Rio, especialmente pelo convite da minha Nobre Amada! Bom, vai ser um dia extenso, com muitas bandas que vou conhecer por lá. Vou mesmo é para conhecer o agito de um evento gigantesco, a companhia dela e seus parentes e, de quebra, ainda conhecer uma grande banda ao vivo - Red Hot Chili Peppers. Será que vou gostar? Bem, eu acho que sim!

Tudo pode mudar...e pra melhor!

-----------

No dia vai ter Milton Nascimento. Talvez seja o dia do meu primeiro homicídio.