14 de abr de 2011

Sem sal e sem mel

Hoje é mais uma daqueles textos que no final você vai me julgar um imbecil ou dizer que sou politicamente correto e não aproveito a vida. Mas, só para constar, é o que sempre ouvi por toda a vida. São palavras infrutíferas em sua grande proporção. Sou destas pessoas que podem ser moldadas a partir de opiniões alheias, mas que se mostrem de forma realmente consciente e construtiva.

Quando comecei nesta vida de amores e me atirar neste mar cheio de riscos e transformações o termo FICAR ainda era um lançamento. Na verdade pouco se sabia sobre isso. Com o passar dos dias virou algo comunitário...para mim é insípido.

Ando observando que isto trouxe à tona uma legião de pessoas solitárias. Ficar por ficar formou pessoas que não conhecem o gosto do seu parceiro. Não sabem o que gostam de ouvir, de assistir, comer e nem qual o desenho preferido na infância. A profundidade numa relação não provoca mais o interesse e sim a incoerência. Por que ser profundo num mundo onde ninguém é de ninguém?

Destes não se tira o gosto de viver pequenas aventuras. Inválidas. Dirão para sempre que foi muito bom enquanto durou...no máximo 10 ou 20 dias. Não tentam, não arriscam e não sabem o gosto de se ter alguém que sabe o que você gosta de ouvir, assistir, comer e o seu desenho preferido. Não entendem que o melhor é ganhar a omitir.

Ficar é bom? Sim. Para conhecer bem. São atos dotados de doses casuais e que podem mostrar quem as pessoas são. Mas a verdade é que não fazem mais isso. Ficar por ficar é a intensidade máxima daqueles que não presenteiam a si mesmos. Este tem medo de se encontrar no outro. Pretendem não conhecer detalhes. Jamais terão uma indescritível vida regrada de temperos que não poderão experimentar. Estes esqueceram que a falta de interesse e o medo de viver o que é pra ser bom, na verdade, é um retrato do seu próprio espírito.

Aprofunde-se. Vida com quem lhe interessa. Dê o seu interesse de presente e veja que receberá muito mais em troca. Sexo bom é só com quem você conhece muito bem.

5 de abr de 2011

Milionário pega fila?

Como já sabemos e concordamos, ir ao mercado é uma tarefa difícil e você sempre torce para que ninguém tenha a mesma idéia que a sua: ir ao mercado no sábado por volta das 11h da manhã.

No último sábado lá fui eu numa das minhas peregrinações semanais ao mercado. Já com vontade de voltar antes de chegar, comentei com a minha nobre amada que iria no Pão de Açúcar pois estava perto de onde estávamos passando. Antes mesmo de entrar eu já estava com cinco terços na mão, três estátuas de Maria debaixo do braço e pedindo pra São Longuinho não lotar o mercado, assim eu daria 75 mega pulos em cima de cacos de vidro.

Ela, toda independente em mercado, não estava muito incomodada com o desafio que estava por vir.

Logo que estacionei o carro no piso superior peguei um dos maiores elevadores que já vi! Na hora pensei que era para caber os carrinhos cheios de compras, óbvio. Que era exatamente a minha preocupação! Já pensou vários carrinhos dentro dos elevadores e eu todo suado e cheio de compras para carregar também? Coloque-se no meu lugar. Ou ainda pior; ficar esperando a fila do elevador com suas compras!

Assim que cheguei no mercado propriamente dito, tive uma sensação de paz espiritual instantânea. Parece que meus terços funcionaram. As estátuas de Maria foram generosas comigo. São Longuinho já estava quebrando garrafas pra eu cumprir minha promessa!
Na verdade eu me senti um milionário no Pão de Açúcar! Lá é tudo separadinho por gôndolas em cores leves, as frutas cheiram a sítio de rico, os frios são embalados com plástico de seda e as pessoas são sorridentes com seus carros importados de tanque cheio!

Isso tudo me fez uma pessoa superior na hora. Pelo menos naquele segundo eu era um deles! O mais impressionante é o fundo musical do Pão de Açúcar...peraí, Pão de Açúcar não! PÃO DE AÇÚCAR. Agora sim! Maiúsculas!
Não era sertanojo universitário, não era funk carioca e nem axé...era Free Jazz. Onde você compra Filé Mignon ouvindo Free Jazz se achando dono de carro importado? Só no PÃO DE AÇÚCAR.

"Pão de Açúcar - Muito mais por você!"
Eu gostaria de trabalhar nas campanhas publicitárias do Pão de Açúcar e fazer estes slogans clichês que os ricos tanto gostam!

O legal é que, de novo, fiz a contagem de produtos e tinha mais que 10 ítens no carrinho, ou seja, não poderia ir pro caixa rápido...mas, como uma dádiva dos ceús, olhei para o lado e tinha "Caixa Rápido - até 20 volumes". Tinha caixa até 10 e até 20 volumes!

Eu quero ser milionário.

------------

Twittando em @rudycm