14 de mar de 2013

A mente é uma arma!

Estou trabalhando bastante e isso me deixou ausente deste blog. Não só o trabalho, mas...enfim...vamos falar de coisas boas neste recomeço!

------------

Você trabalha, conhece pessoas, interage com o mercado e inevitavelmente você vai ao banco colher o fruto físico de tudo isso: o dinheiro. Sim, o fruto físico. Os frutos intangíveis ficam por conta da realização, satisfação, sucesso e essas palavras bonitas aí.

Pois bem...
Estou na luta para abrir minha conta jurídica. Após ir ao banco e ficar muito tempo esperando ser atendido e passar ainda mais tempo com dúvidas sobre como conseguir todos aqueles dados e documentos, percebi eu que o nome 'conta jurídica' tinha um significado completamente diferente quando tinha lá meus 10 ou 12 anos.

Como muitos sabem eu sou uma pessoa criativa. Criativa? Bem, eu imagino regras para que meu mundo fique mais gostoso. Ou não. Desde cedo!

Quando estava nesta idade eu ia ao banco e me sentia muito incomodado. Eu ficava perturbado com o nome 'conta jurídica'. Não entendo a razão, mas quando eu lia isto eu ficava assustado e olhando para todos os lados, por mais que eu estivesse no banco com meu pai ou minha mãe.

Anos mais tarde revelei qual era o motivo.
Minha mente me disse que conta jurídica era conta de ex-presidiário. Eu não sei qual a razão disso! Só sei que eu ficava com medo de que algum assaltante confesso ou um sequestrador armado estivesse ali no banco...ao meu lado...esperando o momento certo de me agredir!

Mente. A mente é foda.

Nenhum comentário: